sábado, 17 de novembro de 2007

Ciência - Sol perde posto de maior astro do Sistema Solar!

Sim, é isso mesmo que você leu aí acima, o Sol perdeu o posto de maior objeto do Sistema Solar. Como? Uma outra estrela invadiu nosso sistema? Longe disso. Quem assumiu este posto foi um cometa...

???

Calma, vamos aos fatos. O cometa Holmes, que aumentou seu brilho quase 1 milhão de vezes em 24 horas no dia 23 de outubro, passou a ser o maior objeto do nosso Sistema Solar de acordo com as últimas medidas de um grupo de astrônomos liderados por Rachel Stevenson. Eles usaram o Telescópio Franco-Canadense-Havaiano, de 3,4 metros e localizado no topo do vulcão Mauna Kea, no Havaí, para obter uma imagem do cometa e com isso tentar medir seu diâmetro. Eles chegaram à conclusão de que a bolha de gás e material em volta do núcleo do cometa já é ligeiramente maior que o tamanho do Sol!

Recapitulando, o cometa Holmes saltou de magnitude 17 para quase 2 em 24 horas apenas. Isso já havia acontecido antes com ele, e especula-se que nas duas vezes deve ter havido uma explosão no interior do núcleo. Isso por que núcleos de cometas podem ser porosos, com grandes galerias e túneis que por vezes desabam e expõem material volátil que estava protegido pelas camadas superiores.

Esse material aquece, sublima e explode o resto do gelo sujo à sua volta. Parece que foi isso que aconteceu com o Holmes. Eu li uma teoria alternativa que diz que as características das duas explosões indicam que o núcleo possui um satélite que se chocou com o núcleo, lançando os destroços para o espaço. Mas isso é só uma teoria, que esta foto recém chegada parece desmentir.

Ela foi obtida pelo Hubble no dia 4 de novembro e mostra o núcleo do cometa Holmes. Mesmo 12 dias depois da explosão é possível notar ainda alguma atividade no núcleo, como a presença de jatos de gás, como seria de se esperar de uma explosão de fora para dentro.

Mesmo o Hubble não consegue definir o núcleo do cometa, mas estimativas baseadas no brilho dele dão conta de que ele deve ter 3,4 quilômetros de largura, um pouco maior que a avenida Rebouças, em São Paulo. As imagens mostram uma "concha" de material circundando o núcleo, mas não exatamente centrado nele. Isso sugere que o núcleo se rompeu e esste fragmento foi se desintegrando a medida que se afastava. Ainda não dá
para saber se o núcleo se partiu em diversos fragmentos, como ocorreu com o cometa Schwassmann-Wachmann em 2006, mas é bem provável que não.

O cometa Holmes é o maior objeto do Sistema Solar e continua aumentando, mas o posto de astro-rei ainda é do Sol!


Como a distância da Terra até o cometa é agora quase a mesma da Terra até Júpiter, os tamanhos físicos podem ser comparados. Trocando em miúdos: a nuvem em volta do cometa poderia engolir Júpiter!

Fonte: www.g1.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...